Blog

13 passos para proteger seu pet contra roubo – parte II

  • 0 Comments /
  • dezembro 21, 2015 /
  • by acesso /
  • Animais de estimação, Bichos, Bichos de estimação, Dica, Dicas, Pet, Sandrin, Sandrin Londrina /
  • Leave a comment

Proteja seu pet: está nos jornais, na TV e na internet. O número de cães roubados tem aumentado a cada dia e afetado inúmeras famílias em todo o país. No site Procura-se Cachorro, 30% dos registros são de cães levados por bandidos. Não importa o valor de mercado, cada pet é uma vida de preço inestimável, principalmente para o seu dono. Pensando nisso, aqui estão algumas dicas importantes para proteger o seu bichinho de bandidos inescrupulosos e oportunistas.

8. Prefira manter o seu pet dentro de casa, em vez de deixá-lo no quintal sem supervisão. Se não tiver jeito, coloque telas, plantas e outras barreiras para que seu cão não seja visto pelas pessoas que passarem na rua. Cães em quintais, sem supervisão, é sempre muito perigoso. Além do risco de serem roubados, também há o perigo de serem envenenados.

9. Você utiliza serviços de taxi dog, que levam seu cãozinho ao pet shop para tomar banho ou até mesmo ao day care para passar o dia? Então, muita atenção! Sempre verifique se as pessoas que estão levando o seu cão estão devidamente identificadas e se elas realmente são funcionárias do local. Na dúvida, ligue para o estabelecimento e confirme. Já soube de pessoas que foram demitidas e, por saberem todos os dados dos clientes, tentaram “buscar” os animaizinhos em suas casas. Todo cuidado é pouco!

10. Não fique falando aos quatro ventos o quanto você pagou pelo seu cão. Há raças que chegam a custar R$12 mil (!!!). Agora você entende por que os cãezinhos andam tão visados pelos bandidos, não é? Sendo assim, por mais caro que você tenha pagado pelo seu amiguinho, a segurança dele vale muito mais.

11. Castre. Por incrível que pareça, há bandidos interessados em levar cães para canis de fundo de quintal, que só têm interesse em procriar as cadelinhas para depois vender seus filhotes e lucrar com as vendas. Castrando, além de evitar problemas de saúde, o seu cãozinho será menos visado.

12. Hoje já é possível implantar um microchip que possui um código único. Esse número é então registrado em um banco de dados, onde são inseridas todas as informações do animal e de seu dono. Esse microchip não evitará que seu pet seja roubado, porém, quando encontrá-lo, você terácerteza que é o seu cãozinho e conseguirá provar que você é o dono dele. Muito importante!

13. Tenha sempre fotos atuais do seu pet. Assim como o microchip, as fotografias não evitarão que o seu bichinho seja roubado, porém, caso isso aconteça (bata três vezes na madeira!), as fotosfacilitarão a identificação quando alguém encontrá-lo.

 Finalmente, não compre. Adote. Se para você o importante for a companhia, o amor e toda a alegria que o cão irá te proporcionar, então adote um animalzinho, ao invés de comprá-lo. Há inúmeros amiguinhos meus esperando em ONGs por uma oportunidade de serem felizes, em um lar seguro e com uma família amorosa. Você não vai se arrepender!

 

*Leia a primeira parte desta matéria clicando aqui.

 

Via Blog do Linkão.

0 Comments